10 de agosto de 2010

Cárcere em Mente [Cap. 5]

Capítulo 5: [Uma noite espinhosa]

É um carro vermelho, parece ser, consigo ver as rodas sujas de terra também vermelha e dentro vejo um homem com uma grande barba e nesse instante os nossos olhos se cruzam por um segundo mas o carro segue em frente lentamente. Não me viu! Voltei-me para se seguir o meu caminho quando ouço um cão ladrando nervosamente e o som do carro travando. Rodei sobre meus pés inflamados e comecei a correr embrenhando-me mais para dentro do mato sem me importar com os espinhos que me rasgavam a pele – agora não é hora de sentir dor, agora não.
Ouvi uma porta a bater e o som de passos apressados mas não me voltei. Não hei-de voltar! Mas meu corpo não estava conseguindo aguentar esse esforço. Se antes estava perdida, agora estou desorientada. Quando pensava em parar, quando eu estava a me preparar para sentir a dor dos espinhos que tinham-me com a pele toda arranhada é que senti a dor atroz que subia pelo toco do pé, passava pelo corpo até chegar à cabeça. Nesse momento não pude conter um grito de dor, um grito de animal. Cai no chão desamparada pela dor, pela fadiga e levei a minha mão devagarinho até a fonte da minha dor para sentir o resto do espinho que não tinha conseguido entrar todo, até me perfurar o osso. Puta que pariu! Esse é que é um azar dos diabos, logo agora que consegui fugir da merda daquela casa de cativeiro acontece-me isso? Porquê? O que é que fiz de errado? Isso deve ser um castigo por algum pecado. Mas o quê? Eu é que sou a vítima dessa situação. Eu é que fui sequestrado. Por ganância esses malditos deixaram-me à fome. Porquê tenho de ser eu a sofrer assim e não eles?
Preciso continuar, não posso ficar aqui sentado. Eu sei que não vou conseguir tirar esse espinho aqui, agora, sozinho. Preciso encontrar ajuda. Levanto-me devagarinho, apoiando-me numa árvore, talvez a mesma árvore que tenha parido esse espinho que agora está fincado em mim. Um vento mais forte faz os ramos balouçarem. Estás a reclamar o teu espinho? Pois por mim ele ficaria aqui contigo. Ah, de bom grado eu o deixaria aqui, mas ele está encravado no meu pé, não quer sair. Sigo coxeando por entre essas acácias sujas de terra vermelha. Agora todas elas parecem reclamar o espinho que levo comigo. Sinto-lhe os rugidos, ouço-lhes o ranger dos dentes enquanto se encurvam tentado agarram-me. Mas a dor de me apoiar nesse pé inchado e com um espinho encravado não me deixa sentir medo, pois a dor tudo supera. Silêncio.
As árvores endireitaram-se, os seus rugidos cessaram enquanto pouso meus olhos sobre um casebre que parece estar abandonado no meio das árvores. Paro, ofegante, com um braço apoiado numa acácia com a copa completamente voltada para o chão e com os ramos e as folhas tocando a terra vermelha. Aproxime-mo observando a casinha com as paredes de pedra e barro, o tecto é coberto de palha ou colmo e na soleira da porta parece que alguém se deu ao trabalho de calcetar com pedras irregulares, também elas cobertas de terra vermelha. Toquei na porta e senti-a ranger. Estava sem trancar, talvez esteja mesmo abandonada. Antes de entrar observo em redor e não vejo ninguém, mas constato que a única janela parece não ter sido aberta a anos. Empurro a porta devagarinho e enfio a cabeça para dentro procurando ver ou ouvir alguma coisa. Silêncio! Entro mas não sem antes lançar um último olhar para trás. Percorro a divisão lentamente, avançando às apalpadelas, embatendo em algo que apalpo e sinto ser uma cadeira a qual falta uma parte das costas e com o pé bato em algo que pelo barulho deduzo ser uma bacia metálica.
Encontrei, ou melhor, a minha canela encontrou algo na qual automaticamente me sento e ajudado pelas mãos consigo colocar os pés em cima. Uma cama! Dos olhos descem lágrimas de vontade própria enquanto me anicho melhor sobre o melhor colchão do mundo. Quando me preparava para agradecer a Deus por essa trégua a porta abre-se num ranger diabólico e a figura do velho barbudo desenha-se na entrada...

2 comentários:

Anónimo disse...

Ridiculous quest there. What occurred after? Thanks!
Also visit my site ; english premier league transfer news chelsea

Anónimo disse...

Does your website have a contact page? I'm having problems locating it but, I'd
like to send you an email. I've got some recommendations for your blog you might be interested in hearing. Either way, great blog and I look forward to seeing it improve over time.
Here is my web-site ... epl latest transfer news

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes