30 de setembro de 2014

Chiquinho, maior romance de Cabo Verde vai ter nova edição


O livro "Chiquinho", de Baltasar Lopes, que já se encontrava esgotado à muito tempo no mercado mercado nacional (como em outras paragens) vai ter uma reedição. A Editora Vega, de Portugal, irá lançar a segunda edição deste que é considerado o melhor romance de sempre de Cabo Verde e é de leitura obrigatória no currículo escolar. A data para estar disponível nas ilhas está agendada para a última semana de Outubro.

Em Portugal o livro estava à venda por ECV 1800$00 mas há muito que se encontrava na situação de indisponível


Descrição do livro "Chiquinho", de Baltasar Lopes, feita pela editora:

Um dos melhores romances da literatura cabo-verdiana. Descrevendo Cabo Verde dos anos 30, o seu interesse resulta não somente do facto de estar apoiado numa realidade que até esta altura tinha sido deixada de lado pelos escritores do arquipélago, mas sobretudo da demanda da personalidade cultural do povo de Cabo Verde. Chiquinho é também uma forte denúncia: do abandono a que foram votadas as pessoas de Cabo Verde. As secas destruíam colheitas, a fome estendia as suas garras sobre uma população indefesa e desesperada. No entanto, as personagens desta história alimentam um sonho, uma esperança, todos poderiam ser outra pessoa que não são, se ao menos a terra não fosse madrasta. É aqui que entra o mar, a miragem da América, os baleeiros para correr sete mundos, o futuro prometido para lá da fome, das secas e do sofrimento. Chiquinho é o fio condutor por onde passam todas estas personagens. É através das tribulações deste jovem, de origem modesta, mas livre num mundo desconhecido, que Baltasar Lopes se impõe como um dos principais fundadores da literatura cabo-verdiana.


1 comentários:

Manuel Antonio Aragón Medina disse...

Muy buena entrada. Enhorabuena.
Saludos desde España,

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes