1 de maio de 2014

"Quero ter um discurso do nível de Obama", afirma o jovem líder africano Alfredo Pina


F16 foi seleccionado como Jovem Líder
Africano entre 5000 candidatos
Alfredo "F16" Pina assume-se como um jovem desafiador do status quo e quer provar que em Cabo Verde o sucesso é possível sem ligações partidárias ou dependência de favores. Após ser um dos quatro selecionados para o Programa de Jovem Líder Africano 2014 convidei este activista social natural da Praia a partilhar sua visão através desta pequena entrevista ao blogue. 

Conheça mais um pouco da visão e sonhos deste jovem cheio de potencial que quer ter um discurso do mesmo nível do Obama.






DAIVARELA: Foste selecionado para este concorrido programa. O que vais partilhar da tua experiência como contributo neste evento?

ALFREDO "F16" PINA: Vou levar o melhor que temos para oferecer: a nossa persistência face aos problemas. Pretendo mostrar que embora com dificuldades financeiras conseguimos ter um espírito criativo e persistente. Esta é a imagem do jovem cabo-verdiano.


Qual o valor que dás a esta distinção e responsabilidade de seres escolhido como Jovem Líder Africano? 

Tem um grande valor para o país pois se trata de mais um singelo contributo para a afirmação do nome destas ilhas, e é a prova que Cabo Verde pode se colocar entre os melhores. São oportunidades de aprendizagens únicas que podem trazem valor acrescentado para o arquipélago. Não se trata de um simples concurso. É um programa do próprio Presidente Obama, em que podemos estar com ele numa cimeira. 

Para o país tem o significado que efectivamente podemos estar entre os melhores, que os nossos jovens têm talento e capacidade. É uma oportunidade de ir e demonstrar o que de melhor é feito pelos nossos jovens nas várias áreas. É mais uma pedra na consolidação do nome de Cabo Verde como país com excelentes quadros.

Considero ser uma enorme responsabilidade perante toda a sociedade e em especial perante a Juventude. Ser selecionado no programa significa que estamos a fazer algo de positivo e a exigência daqui para a frente será maior. Trata-se de uma pressão muito boa e agradável que vai certamente me ajudar no futuro. Por fim, participar num programa com jovens de toda a África significa representar o país e isto é algo de extrema importância.



Cabo Verde conseguiu quatro seleccionados e esta é a sua maior participação de sempre. O que significa seres um dos jovens cabo-verdiano escolhidos entre os cinquenta mil concorrentes de todo o Mundo?

Particularmente é o ponto mais alto da minha carreira. Considero ser o premiar de muita dedicação e sacrifício e que me deixa muito feliz e orgulhoso da minha geração. Ser selecionado de entre 50.000 é algo fantástico porque é sinal que podemos alcançar qualquer coisa, desde que o trabalho seja árduo.

Tem muitos significados, pois consigo provar muitas coisas que venho defendendo publicamente e uma delas é que o funcionário público pode ser de excelência. Por isso que os jovens devem ver a Administração Pública como uma grande janela de oportunidades e aprendizagem.

O significado especial é que ser o cumprir de muitos sonhos. Um primeiro que é a chance de ter uma formação numa Universidade Americana (Minnesota –sexta maior do país), e poder conhecer aquele que um dia eu disse que teria um discurso do mesmo nível, o Presidente Obama. 


Serão seis semanas intensivas. O que acreditas que irás trazer como valor acrescentado desta experiência?

F16 é presidente da
Associação "WEDOCARE"
O programa tem o objectivo do 'empowerment' de jovens para que possam tornar líderes do presente e do futuro. Irei trazer conhecimentos sobre a gestão pública, liderança e sociedade civil, que utilizadas da melhor forma podem trazer muitas coisas boas para o país. Aprender boas práticas a implementar no nosso país. Para além do conhecimento, que é importante para um país como o nosso, será também a constituição de boas redes de relações que possam nos abrir portas no futuro.


Como pretendes propagar o conhecimento adquirido durante o evento?

Acredito no lema que “a honra foi a recompensa por algo que doou”. Apenas são honrados os homens que doam, isto é, que partilham. A luz não pode ser escondida. O conhecimento é a luz que deve iluminar outros caminhos. 

Prefiro encarrar esta oportunidade apenas como uma missão para a qual fui enviado para apreender, trazer os benefícios e partilhar. É importante que depois do programa possamos formar redes, organizar palestras e outras iniciativas de partilha. É uma responsabilidade, é uma obrigação moral. A partilha e a iniciativa são características indispensáveis de qualquer líder. Ter iniciativas que permitam a partilha. É o que pretendo fazer.


Vais parar por aqui ou tens planos maiores?

Parar? Seria algo contra a minha forma de ser e estar. Sou movido por desafios e por conquistas. Sou um “Risk Lover”, gosto de correr riscos e vencer. Assim que regressar vou procurar novos voos, afinal sou conhecido por ser um jacto , F16, voar com rapidez e precisão. Acho que o que dizem que “os jovens de hoje estão com cabeça nas nuvens”, é uma das afirmações que me caracterizam, pois tenho a cabeça nas nuvens porque gosto de “altos voos”. 

Tenho muitos planos, no médio prazo que incluem projectos dirigidos aos jovens. Mas tenho outros planos que não vou revelar agora, mas oportunamente não deixarei de recorrer ao teu blog para os anunciar.


PERFIL

Alfredo “F16” Pina 
Formação Académica/Profissional. 

Formado em Gestão e Administração Pública, e especializado em Gestão e Políticas Públicas. 

Possui formação avançada em Gestão Estratégica de Recursos Humanos. 

Experiência Profissional 

Entrou para a Direcção Geral da Administração Pública para Coordenar a implementação do Programa de Estágios Profissionais na Administração Pública (que é hoje um dos mais reconhecidos programas de toda a Adm. Pública), e de seguida, foi nomeado como Director de Recursos Humanos da Administração Pública. 

Exerce cargos de direcção desde dos 23 anos. 

Ainda é professor de Políticas Públicas no Instituo Superior de Ciências Sociais e Jurídicas. 

Distinções 

-Prémio Inovação no Sector Públio Africano da União Africana 

-No ano passado coordenou a candidatura de Cabo Verde aos Prémios de Inovação no Sector Público Africano, em que o projecto Bolsa de Qualificação e Emprego, projecto que coordena subiu ao pódio, conjuntamente com o SIGOF da NOSI. 

Liderança Juvenil 

-Fundou e Preside o Grupo Juvenil Solidário “WEDOCARE”. 

-Criou e gere a página “Geração F16 – Poder da Juventude” que se dedica à promoção de interesses e coisas positivas da Juventude. 

- Faz regularmente Palestras em escolas secundárias e Universidades. 

Principais Interesses 

-Trabalho social, liderança juvenil, gestão pública. 

Lema 

“Sonhos ta Construído”



0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes