13 de agosto de 2013

Combater a delinquência ou promover a paz social?


Estamos numa sociedade de valores invertidos quando temos o maior orgulho em mostrar pessoas de armas em punho (policiais ou bandidos) enquanto esquecemos aqueles que produzem arte.

Quero aqui declarar que considero errada a política do Estado em combater a delinquência juvenil. Enquanto se investir em armar a Polícia e os militares com a intenção de combater a criminalidade, os resultados serão sempre desastrosos.
Combater é guerrear, são tiros de ambos os lados. Dito de outra forma, colocar mais armas na rua acarretará mais insegurança. O tempo e as notícias têm demonstrado que esta não é a resposta. Pelo menos, não isoladamente. 

Por isso que quero pedir ao Estado de Cabo Verde para parar de combater a violência. Antes, devemos trabalhar em prol da cultura da paz. São dois conceitos diferentes. Combater acarreta lutas e tiros – e, convenhamos, a mim não me interessa que as balas sejam do “sport” ou do “bandido”. Qualquer uma delas mata. Já o segundo é promover a paz social e este não significar abrir fogo.

Admito que preocupa-me ver o Estado a equipar-se para combater quando deveria equipar-se com programas de inclusão social, cultural e desportiva. Acredito que agora chegou o momento de traçar planos para entrar nos bairros considerados “pontos negros” e trabalhar com estes jovens em conflito com a lei. Já agora, trabalhar também com aqueles que a lei está em conflito com eles.


0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes