24 de fevereiro de 2013

Estudo de Guilherme Mascarenhas sobre o impacto das obras na Laginha

Apesar de ter conhecimento do projecto há algum tempo só agora decidi escrever o artigo pois pensei que a Direcção Geral do Ambiente não iria aceitar a versão actual do projecto. Não sendo eu político, nem biólogo marinho, fiquei à espera que outros se posicionassem. 

Infelizmente, os poucos que se posicionaram até esta data, não tem conseguido sensibilizar os responsáveis pelo projecto. Assim, perante a minha percepção da gravidade do que poderá acontecer, como conhecedor do mar da Laginha e interessado pela biologia marinha, procurei durante estes últimos dez dias - apoiado em pesquisas na internet e trabalhos dos meus colegas Biólogos Marinhos e Engenheiros e alguns esclarecimentos solicitados a eles -elaborar um artigo que consciencializa-se os nossos governantes e a população em geral, da grande riqueza que temos na Laginha, “à porta das nossas casas”, um “canal Odisseia” nosso, que não gasta energia e é de graça e para todos nós. Seria interessante se os nossos decisores e a população se disponibilizassem para, apenas com uma máscara de mergulho e um tubo, apreciar o que há lá, e terem uma noção clara do que estamos em risco de perder.

Click aqui e leia todo o texto de 17 páginas de Guilherme Mascarenhas - Licenciado em Engenharia Electrotécnica pela FCTUC e Mestre em Engenharia Electrotécnica pelo IST/UTL. Docente no DECM da Uni-CV, membro da direção do NER (www.ner.org.cv). Mindelense, praticante de mergulho e frequentador assíduo da Laginha.
guilherme.mascarenhas@docente.unicv.edu.cv / ner@ner.org.c


0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes