18 de setembro de 2012

Evolução sem revolução

As decisões serão difíceis
mas a vitoria será certa
 
Desde criança que quero ser medica, sonhava bem alto e ainda sonho. Antes parecia tão longe que ate desanimava por vezes. Não foi fácil dar continuidade a esse sonho; tive que mudar de planos, abrir a minha mente para novas oportunidades e aventurar-me rumo a um país que nem sequer conhecia muito bem e jamais pensava estudar. Hoje a exigência é maior, as dificuldades também, mas é o preço que tenho que pagar para conseguir o que se realmente quer.

Precisamos de autonomia nos sonhos e altruísmo na realização deles porque as decisões serão difíceis mas vitória será certa. Vamos deixar de viver os sonhos dos outros e colocar as nossas próprias metas. Temos de fazer planos a curto, a medio e a longo prazo porque só assim teremos motivos para continuar a lutar. 

Vejo que hoje em dia a maioria das pessoas vivem só de projectos de vida a curto prazo. Muitos dos seus sonhos são trocados por ofertas de momento ou por aquilo que mais convém. Muitos dos meus colegas serão futuros profissionais formados em cursos que nunca desejaram. Hoje estão a formar-se porque constaram na lista de selecionados para esses cursos em vez daqueles que queriam. Há pouco tempo alguém me dizia: “queria fazer inglês mas como não abriram esse curso eu decidi fazer enfermagem já que é trabalho garantido, mas nunca pensei ser enfermeiro”. Isso, minha gente, é evolução sem revolução. É um cumprir de etapas só por cumprir e sem sentir que está-se a avançar. 

Mas até certo ponto não sei o quanto seria justo julgar porque muitas pessoas começaram assim e depois caminharam para um rumo certo. A vida é um instante e nós a construímos com alicerces e em terreno fértil. 

A vida não é simplesmente um cumprir de etapas, mas sim exige uma revolução, romper paradigmas, voar alto, ser a mudança que queres ver no mundo e principalmente ser o que sempre desejaste ser.


3 comentários:

dai varela disse...

Este é o primeiro artigo dos novos autores do blogue "Crioulo n'Descontra". Começamos com a Sandra (que no final do artigo podes saber mais) sobre esta crioula)e vamos dar continuidade com outros.
Deixam aqui a vossa opinião para debate. Abraço.

Danil Smart disse...

Olha que um homem de bom senso jamais comete uma loucura de pouca importância !

Sibelle Martins disse...

Isso, romper paradigmas....difícil, mas essencial se quiseres chegar em algum lado

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes