3 de maio de 2012

Batchart: rapper de Mindelo quer ser Ministro da Juventude

Batchart pegou da sua formação universitária para criar uma mensagem mais “cientificada” dentro do hip-hop crioulo. Com um discurso forte de quem sabe que a intervenção social é também política, o rapper já tem a “Wikileaks”, sua compilação de originais, pronta para lançar no final deste mês. Um jovem político que canta ou um rapper com consciência política? Só o tempo e a aceitação deste trabalho discográfico dirão. 

Batchart já tem pronto o "Wikileaks" crioulo

“Defendo uma abordagem centrada na juventude, com políticas sociais voltadas para os jovens que têm sido esquecidos pelos sucessivos governos”, começa por dizer Edson Silva. 

A primeira impressão é que estamos perante um político, mas “Batchart”, como é conhecido no mundo do hip-hop, é um rapper com um discurso bem estruturado, letras e rimas fortes e a um passo de lançar a sua “mixtape”, ou compilação de 14 canções originais. Vai ser no final deste mês de Abril. 

Este jovem psicólogo da educação e desenvolvimento tem como um dos projectos pessoais tornar-se Ministro da Juventude. “Mas já me contentava como Director-geral porque neste momento todo meu trabalho e dedicação estão direccionados para as políticas públicas dos jovens”, brinca Batchart. 

“Minha musica não é só crítica mas acima de tudo um discurso necessário porque represento o jovem desempregado e desiludido, aquele que tem sonhos e deverá lutar por eles, independentemente de qualquer coisa”, afirma este que também é activista social e que tem colaborado com a Associação dos Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADVIC) na inclusão dos deficientes na vida político e social através da arte. 


Inclusão cultural

“Uma espécie de inclusão cultural”, explica o rapper para quem só cantar não chega para fazer-se intervenção social. É preciso uma prática dentro do associativismo juvenil e também estudantil, como recomenda. “Aprendi que intervenção social é algo que existe na prática e não somente no discurso. Por isso hoje, para além da música, faço militância e voluntariado em prol de diversas causas em que acredito, não só no palco mas também no dia-a-dia, em escolas e nas comunidades”. 



Teaser do video clipe "Es é pa bo" de Batchart com Kuumba (Pomba Preto). 
Dirigido por Peter da Silva (Viva imagens). Uma apologia a inclusão de pessoas portadoras de deficiência.

“Wikileaks” crioulo já está pronto 

Actualmente Batchart está a ultimar o “Wikileaks” que, devido à sua qualidade, tem recebido críticas por causa da opção de lançá-lo como mixtape e não como um álbum. “Reconheço que foi trabalhado com a seriedade de um álbum musical”, diz. 

Batchart espera poder dar um melhor tratamento de marketing quando acontecer o lançamento. “Entretanto, não poderia dar-me ao luxo de fazer um CD sabendo que ainda ninguém me conhece, mas fica a promessa de gravar oficialmente como resultado deste lançamento.” 






Há mais de dez anos que Batchart começou a cantar Hip-Hop e quando ainda adolescente criou o grupo “Hip-Hop Art”, em São Vicente juntamente, com Expavi e Kuarta K. Como elemento do grupo gravou “Retrod Repod”, o primeiro álbum dos Hip-Hop Art e que recebeu o nome de uma faixa escrita e cantada por Batchart. Sem parar aos microfones participou no CD de Kuarta K, “Kabeça Tronk I Membre” e no mixtape “Voz de Revolta” do seu grupo, antes de cantar juntamente com os Rapazes 100 Juiz no álbum “Claridade”. 


Amadurecimento

Entretanto, durante estes últimos quatro anos da sua licenciatura na universidade Jean Piaget (Praia) quase desapareceu dos palcos e dos estúdios. “Ouvia muito e pesquisava mais ainda e este período foi fundamental porque amadureci liricamente e musicalmente”, revela Batchart, que lamenta não ter conseguido conciliar trabalho, família, escola e música.


A passagem pela Universidade amadureceu-lhe a visão sobre sua sociedade, que afirma ter continuado com os mesmos problemas. Por isso hoje canta e conta sua história através de uma mensagem mais “cientificada”.


Para ouvir todas as músicas de Batchart click aqui ou visite: http://soundcloud.com/batchartwikileaks



9 comentários:

Nanidelgado disse...

Bacth é um rapper que vem demonstrando que tem uma visao actual e atento dos problemas que tem afrontado os nossos jovens. Quem o tem ouvido tanto nas suas musicas assim como em programas que tem participado tem demonstrado perspicácia e conhecimento nas suas respostas. Alguem que é jovem e que conheça a nossa juventude. Mas mesmo que nao consegue alncaçar o seu pbjectivo mas pelo menos vai fazendo diferença com o seu rap com temas actuais e coisas que vemos todos os dias mas que fechamos olhos. Eu estou com ouvidos atentos a espera que sai o "wikileaks" por com certeza vai marcar todos. Alem dos temas actuais Batch tem trazido um flow diferente com formas de rappar ainda nao experimentado por essas bandas e claro com uma dicção de fazer inveja a muitos rappers, porque rap nao é cantar rapido mas fazer com que nossa mensagem seja passada e entendida. Podemos ouvir uma musica de Batch sem mexer mas com os ouvidos em pé a escutar cada rima. Força Batch por é disso mesmo que nos estamos precisando. Bo Broda Sempre, Nani 

Ghost Killer disse...

Parabens Dai varela pa esse traboi que bo tem feit. Divulga traboi que es jovens tem feit na cabo verde e na diaspora. parabens!

daivarela disse...

muito agradecido pelos elogios, espero que continues a visitar o blog e a deixar o teu comentário pq gosto muito :)
abraço

futur ministre disse...

 futur ministre

Wilson Carlos Gomes Leonor disse...

m te aceita força la

Ment Abert disse...

e jal tem acesoria criative ma el. one

Helton F. Lima disse...

 boa sorte bro

Dy Ramalho disse...

bo tem nha support. one.

Suzy Fortes Ramos disse...

parabens, continua, mim é fã de hip hop art desde de pintim. parabens q ques mensagem possitive q bzot letra t transmiti 

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes