6 de abril de 2012

[Desafio Criativo Nº2] - O grande mistério da boneca assassina

Eu sempre vi minha irmã com uma boneca misteriosa da qual não sabia sua origem, só sei que era terrivelmente feia e com um sorriso suspeito no rosto e os olhos bem grandes. Até que um dia acordei de minha cama e fui até o quarto da minha irmã para ver se ela tinha acordado, mas o que vi deixou-me perplexa: minha irmã estava levitando! 

Eu não podia acreditar que tinha os lençóis acima mas claramente estava levitando pois apenas tocava a cama. O pior foi ver que a boneca estava em pé sobre a barriga da minha irmã. Era como uma espécie de ritual que não conseguia entender. Acendi a luz e em um abrir e fechar de olhos minha irmã caiu sobre o colchão e a boneca rolou pelo chão. Corri rapidamente para apanhar a boneca e a meti rapidamente no baú e fechei com chave. Só depois verifiquei que a minha irmã estava bem e delicadamente acordei-a para ainda entender o que ela dizia: 

- O que você está fazendo Mark? Deixe-me dormir! 

Estas palavras me acalmaram muito. Definitivamente, minha irmã estava bem por isso guardei a chave. 

Na manhã seguinte, depois de pensar calmamente, decidi não contar a ninguém porque eles pensariam que estava louco. Passaram os dias e as semanas e nada aconteceu e por isso eu já havia ignorado o assunto. 

Minha irmã me perguntou várias vezes se eu sabia onde estava a chave do baú porque estava convencida de que sua boneca tinha que estar lá. Era o único lugar da casa que ficou sem procurar, dizia. É claro que menti e disse que não sabia onde estava. 

Um dia meus pais foram a um jantar de negócios e eu fiquei cuidando da minha irmã. Meti-a na cama por volta das dez horas e fui até meu quarto para ver TV onde adormeci. Já eram cerca de meia-noite quando ouvi um barulho. Sem hesitar peguei meu taco de basebol e desci as escadas para ver se estava tudo bem. Voltei ao meu quarto e assim que encosto na cama ouço gritos doentios da minha irmã pelo que corri novamente de bastão na mão. O que vi quando abri a porta de seu quarto era bastante aterrador, algo talvez pior que pode ver os olhos. A primeira coisa que vi foi a minha irmã de pé em sua cama gritando como um louca olhando para baixo da sua cama. Depois virei os olhos e viu os meus pais abatidos sem cabeça! Um trilho de sangue inundava o quarto e sem reflectir muito olhei para o baú!!! Estava aberto!!!! Peguei minha irmã e corri sem olhar para trás. 

Minha irmã ficou muda por mais de 2 anos até que ela confessou que estava dormindo quando a mãe acordou-a depois do jantar para lhe dar um beijo de boa noite. Mamã disse que tinha encontrado no meu quarto as chaves do baú e perguntou se queria que apanhasse a boneca para dormir com ela. Obviamente ela disse que sim e quando abriu o baú a boneca saiu disparada cortando a garganta da mãe com um pedaço de metal afiado. Depois foi para o pai com o mesmo resultado e começou a rasgar a sua cabeça. No momento que cheguei e sem saber o porquê a boneca se escondeu debaixo da cama. 

Hoje fazem vinte anos de desde o sucedido e minha irmã está desde os dezoito anos em um hospital psiquiátrico e eu sofro de terrores nocturnos noite após noite. Nunca mais soubemos aquela boneca… 



OBS: este texto é da autoria de   Criistina Memolantusmiiradas  e faz parte do Concurso de Escrita Criativa

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes