5 de abril de 2012

[Desafio Criativo Nº2] - Acontecimentos misteriosos rondam as ilhas

Das palavras de que já não poderia conhecer a morabeza crioula, que o fez sonhar durante meses, antes de colocar os pés nas ilhas fantásticas, Zox sentiu-se frustrado. Simplesmente não queria acreditar, não podia. Todas as imagens que figuravam na sua cabeça: as belas praias de águas mornas, as belas mulheres de peles bronzeadas, as montanhas imponentes… tudo; tudo havia desaparecido simplesmente. 

Zox, não convencido olhava incrédulo o homem à sua frente, o livro nas suas mãos e a ilha de santo Antão, com aquelas montanhas desengonçadas e tortas. De repente ouviu-se um ruído vindo das montanhas. Sem saber, este aventureiro acabará de infringir uma regra muito importante da ilha que o velho senhor não o explicou propositadamente. 

O barulho aumentava a cada instante e ficou ensurdecedor. Em questão de segundos Zox já não conseguia enxergar um palmo à sua frente. Tudo ficou escuro. Tão rápido que iniciou o barulho e a escuridão, assim também desapareceu, e com ele o velho. Nhô Chico não se encontrava mais à sua frente, no momento em que o raio de sol começou a invadir a praia. 

Onde estás velho senhor? - Perguntou intrigado o antropólogo. – Fala homem. Onde te meteste? – Zox não ouvia nada para além de alguns zumbidos vindo das montanhas. Cheio de medo, mas com o seu espírito aventureiro que falava mais alto, este meteu-se por meio a alguns pinheiros subindo a montanha sem parar. De repente pára. Alguma coisa assustou-o. Era uma sombra. A forma não se parecia com nada que alguma vez este antropólogo vira de todos estes anos de estudo. A tensão aumentava. Voltou a chamar pelo velho senhor que encontrara na praia. Nem uma voz. Apenas o eco lhe respondia de volta. Cada vez mais preocupado, Zox engoliu seco e começou a correr atrás da sombra que galgava a montanha ferozmente. 

Sem saber como ele já se encontrava no topo mais alto da montanha: o Topo da Coroa. Já havia escurecido há muito. Zox começou a ficar cada vez mais intrigado. De repente, ouviu-se um barulho atrás dele. Ficou inquieto. Da escuridão imensa que fazia nada poderia fazer. Chamou: quem está aí? Mas, uma vez mais só ouviu o eco da sua própria voz. Deu um passo atrás e novamente algo se mexeu entre a sombra. Desta vez assustou-se e quando virou-se para o outro lado para começar a correr, eis que uma mão poisa-lhe em cima dos ombros. Muito assustado, e com um pedaço de tronco que havia pego do chão para se proteger, Zox desferriu um golpe por trás que atingiu aquilo na cabeça. Caiu e rolou por uns 100 metros e depois parou. Zox correu em direcção àquele corpo inanimado no chão para ver o que era. Não podia acreditar naquilo que acabara de ver. 

Então o velho homem não havia dito a verdade? Estendida no chão, encontrava-se uma bela morena, de cabelos encaracolados e crespos, um corpo esbelto e vestes simples. Em alguns minutos esta começou a despertar lentamente. Zox perguntou-lhe: mas quem és tu? De onde surgiste? Porque apareceste daquela forma tão brusca? Fiz-te muito mal? Dói-te alguma coisa? E a mulher que estava estendida no chão, e que recobrava os sentidos a pouco e pouco disse-lhe: Uma pergunta de cada vez, senhor. 

Chamo-me Bela e moro nesta ilha. Não é seguro estar por cá. Deves ir rapidamente antes que ele regresse. Zox, que ficou ainda mais intrigado do que já estava perguntou-lhe: mas ele quem? Estás a falar de quem? Existem mais pessoas na ilha? O velho disse-me que tudo e todos haviam desaparecido. E antes que a mulher lhe respondesse Nhô Chico apareceu por trás com uma aranha da espécie “Loxosceles anómala” dentro de um frasco. Soltou-a em cima das pernas da mulher sem que Zox se apercebesse. A mulher a pouco e pouco deixou de falar, ficando com o corpo paralisado. 

No fim, quase que totalmente paralisada a mulher só conseguiu dizer estas palavras: “Não confie em ninguém”. 



OBS: este texto é da autoria de Carla Gonçalves e faz parte do Concurso de Escrita Criativa


0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes