4 de março de 2012

Piratas informáticos ameaçam atacar Cabo Verde

Anonymous Cabo Verde (Anny CV) é um grupo que afirma “não querer deixar as sujeiras que corrompem Cabo Verde passarem em vão”, e por isso afirma-se pronto e decidido para lutar, “independentemente das consequências”. Uma das medidas que ameaça realizar é atacar os servidores das redes nacionais e com isso deitar abaixo o sistema bancário, a previdência social, a Casa do Cidadão e tudo mais que estiver ligado pela web. Isto em nome da transparência pública. 


A célula cabo-verdianada da organização principal,
Anonymous, ameaça lançar ataques que bloquearão
os sistemas informáticos em Cabo Verde
Criada em 2011, esta “célula” da organização principal, a ANONYMOUS, revela que sempre esteve planeando e esperando para que algo acontecesse e lhe permitisse revelar-se ao mundo. “Agora pretendemos aumentar a nossa célula e progredir no ambiente”, avança o grupo na sua página oficial. 

“Teremos nove princípios, um para cada ilha e estes terão um divulgador que o apoiará na divulgação de conteúdos e organização do pessoal além de coordenar os ataques”, escrevem ainda. 


Quem pode ser atacado? 

Tentando acompanhar o nível de desenvolvimento tecnológico, Cabo Verde tem actualmente vários serviços que dependem de servidores ligados em rede. A começar pela rede Vinti4 que só em 2011 registou mais de 161 mil transacções com Cartões VISA e Mastercar, entre levantamentos e pagamentos. Para além das 149 caixas Vinti4 existentes no país, ainda há 122 estabelecimentos comerciais que poderão ter graves prejuízos caso este sistema for afectado o que provocaria problemas na hora de cobrar aos clientes. 

Outros possíveis alvos de ataque é o Sistema de Providência Social, o portal de Cabo Verde – Porton di nos ilha, bem como a Casa do Cidadão que estariam assim impossibilitados de emitir certidões online e criar empresa no dia, respectivamente. 

A nível municipal seriam vários os problemas se o Sistema de Informação Municipal sofresse danos. Até o Sistema Bancário, a Bolsa de Valores e a CV Telecom são potenciais alvos porque basta terem os servidores ligados à Internet para sofrerem ataques. 


Como são feitos os ataques? 

Vários sistemas no país podem ser
afectados casos o grupo consiga lançar
seus ataques aos servidores 
O grupo AnnyCV dispõe de um site (http://caboverde.coolhosting.0lx.net/) que apelida de “centro de operação de ataques”. Através dele os seus membros pretendem fazer “ataques automáticos forçando pedidos de acesso e entradas, até deixar o servidor fora do ar”. 

O Anonymous pode deixar o site ligado só efectuando ataque por quanto tempo quiser, “e nem se preocupe com nada porque tudo estará oculto”, garante na sua página. “Inicialmente antes de os servidores serem definidos o centro de ataque estará em estado de suspensão, ou seja, os ataques seriam sem utilidades”, explica o site. “Quando o alvo for definido nossos ataques poderão demorar cerca de 5 minutos ou até horas e se for de extrema importância ou necessidade dias, onde o servidor receberá sem parar a mensagem ANONYCaboVerde até bloquear.” 


Protecção 

Os técnicos de informática contactados por esta reportagem garantem que um ataque destes é possível, desde que haja alguém com “conhecimento e disponibilidade” para tal, mas afirmam que existem mecanismos de protecção apesar de não serem totalmente fiáveis. 

Uma das entidades que poderá ficar em alerta é a SISP- Sociedade Interbancária e Sistemas de Pagamentos, que afirma-se preparada para estes tipos de ataques. “Temos um sistema que segue a norma internacional ISO2700 que determina tudo aquilo que deve fazer-se para impedir ser atacado”, declara confiante Antão Chantre, director-geral da SISP, apesar de reconhecer que “na vida tudo é possível.” 

“É preciso investigação para saber-se o que está por detrás disto”, recomenda o director-geral da SISP porque, segundo este, muitas vezes, o interesse destas pessoas é só o de testar o sistema. Quanto à possibilidade ou não dos servidores nacionais serem atacados diz que “só o tempo dirá se conseguimos ou não”. 


O grupo Anonymous 

Anonymous
O Anonymous não é um grupo estruturado. Há um núcleo central de pessoas que normalmente incentiva os ataques, aos quais qualquer cibernauta se pode juntar, passando então a ser designado como Anonymous. Os vários ataques na história do movimento não são realizados sempre pelas mesmas pessoas e o número de participantes varia. 

Para tomar parte numa destas acções, basta usar um programa de computador que permite bombardear um site com múltiplos pedidos de acesso. Na sequência disso, o site torna-se lento a responder e pode ficar inacessível. Chamam-se ataques distribuídos de negação de serviço, são tão mais eficazes quanto mais pessoas participarem e não implicam perda ou roubo de dados. 

O director-geral da Agência de Segurança Nacional (NSA), Keith Alexander, declarou que o Anonymous é uma ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos da América. O grupo já atacou e derrubou sistemas da polícia americana, bem como de sites da Amazon, PayPal, MasterCard eVisa. Nem mesmo bancos e ministérios de Governos escapam. 


8 comentários:

mrvadaz disse...

O meu amigo disse: não é por acaso que São Tomé é considerado um santo. Acho bem!

Leonesa Fortes disse...

Não percebi isto de " deitar abaixo" em nome da transparência....qual a correlacao? Alguém me podia explicar?

Júlio Carvalho disse...

desejo saber mais.....

Manuel António Duarte disse...

Bom  dia  Day. Tudo  ok ? 
 Já  esperava   por  esta  mensagem  que penso  ser  uma  ameaça  de  todo  o  tamanho,   sendo  verdade !...

Alcindo Amado disse...

Good job, Dai Varela. 

Tudo isto é possível. Todavia, existem técnicas extremamente avançadas que podem neutralizar tais ataques. Por exemplo, a NASA, CIA, FBI e outras importantes agências norteamericanas usam servidores fabricados, por encomenda, nos laboratórios da Apple Computers. São computadores que só operam sob o sistema Linux, e estão dotados de um "special shield" para protecção contra cybernautas. Estes computadores equipados com "hard drives" não convencionais, são fabricados com uma liga especial à prova de fogo. São também "waterproofs" e custam mais de quinze mil dollares cada.
Não se encontra computadores do tipo no mercado. São fabricados exclusivamente por encomendas.

Smd disse...

Grande brincadeira. Qualquer um podê dar show, traduzindo textos existantes ? Esh gente ca sabê pirata nada : basta fazê comunicação pa vra hacker ? Sensacionalismo jornalistica, mais nada ! Liga esh padjaços ao Anonymous é prova da falta de maturidade ness terra onde cada Zé-Ninguém crê vra Ronaldo ou Messi, vergonha.

daivarela disse...

Ainda bem que estás atento para decidir quem é hacker e quem só faz sensacionalismo. 'brigada pela tua existência, óh ser supremo

Jailson disse...

e bom trabalho se anonimous da abertura.
 

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes