12 de junho de 2011

Esfera Pública na Blogosfera Crioula



E de repente damos conta que temos uma nova esfera pública da sociedade caboverdeana: a blogosfera crioula. Este espaço comum – virtual – onde, supostamente, os membros da sociedade se encontram para discutirem assuntos de interesse comum e deste modo formarem as suas opiniões sobre os mais variados temas, dá a ilusão de que há um pensamento comum. São pessoas amplamente dispersas que identificaram e adoptaram uma espécie de espaço de discussão onde trocam ideias até quase chegarem a um ponto comum, criando um novo poder – o Poder de Fora © by daivarela 

Gostou do blog? Então click aqui e siga as novidades de daivarela no Facebook.

Fiscalizadora do Poder... mas fora do Poder.

A blogosfera crioula tem a consciência que se encontra fora da esfera do poder mas supõe que é ouvida pelo poder. Pode-se facilmente comprovar isto quando ela lança artigos cáusticos com indicação, inclusivo, do destinatário. Uma das filosofias mais adoptadas na blogosfera crioula é a tentativa de criar um conceito político, mas de certa foram extra-partidária e racional, para que possa “malhar” em tudo e todos e assim conseguir reunir um leque mais variado de membros da ciber-sociedade crioula.

Consciente ou não, na blogosfera crioula desponta a ideia de que esta assume o papel de fiscalizador e vigia do poder político, fora do Quarto Poder. Um papel que deveria pertencer ao Jornalismo mas que a blogosfera poderá vir a assumir porque tem algumas vantagens sobre este: é possível fazer um artigo com uma frase, coisa que não acontece nos jornais; pode-se usar artigos de vários jornais para rebater ou apoiar uma ideia, coisa que não acontece nos jornais; é possível escrever sob anonimato, coisa que acontece nos jornais.


O Presidente está Online

Convém destacar que a própria blogosfera crioula não terá consciência do papel que desempenha na nova esfera pública caboverdeana, onde alguns quase que alcançaram a posição de conselheiros e orientadores, fazendo com que leitores, admiradores e seguidores só formulem concepções ou emitam opiniões depois de conhecerem o juízo do blog favorito.
E se há eleição em que a blogosfera crioula poderá ter alguma influência, ela é a eleição do Presidente da República. Num espaço onde é possível chegar a 1.000 visualizações de páginas por dia (há blogs que ultrapassam essa fasquia), qual será o poder de influencia da blogosfera crioula no sentido de voto? Não podemos esquecer que o actual Presidente, Comandante Pedro Pires venceu as últimas eleições com 12 votos de diferença.



CLUB WORLD CASINO | Mt4 | Play blackjack | sondagens | City club casino



Intermediários da Comunicação

Os blogs estão agindo como intermediários no processo de comunicação leitor/jornal “traduzindo” aquilo que os jornais publicam, fazendo emergir uma estrutura social/virtual em rede que só perde a sua posição inclusiva quando modera os comentários.
Ainda não estamos num estágio em que os blogs detêm a capacidade de mudar o curso da informação divulgada pelos jornais on-line, mas para lá caminhamos. Isso porque as pessoas identificam-se melhor com um blogueiro que, para além de colocar artigos que o fazem reflectir e mudar de posição, ainda lhe responde aos comentários na primeira pessoa. Bem diferente do formato jornal online onde o jornalista coloca a notícia ou reportagem e depois já não responde aos comentários gerados (isso quando existe a possibilidade de comentar).


Expressar e não Lucrar

Outra vantagem da blogosfera crioula em relação aos jornais on-line é que ela não é auto-exclusiva, ou seja, ela (quase) sempre tem ligações para outros blogs e congratula-se com a entrada de novas propostas. No espaço da blogosfera os blogs não são considerados rivais ou inimigos, mas sim parceiros.

A blogosfera crioula não nasceu de grandes investimentos de grupos de interesse e beneficiou da inexistência de burocracia para a sua realização. Nasceu, sim, da vontade de expressar, inovar e criar da malta crioula e a tendência é tornar-se ainda maior porque ela só depende da nossa generosidade pessoal e impulso criador para tornar-se melhor do que ela já é.

2 comentários:

MRVADAZ disse...

Olà Dai,

Antes de mais, parabéns pela análise!

So acrescento uma coisa acerca do Presidente Online: a Blogosfera Crioula ainda pertence a um grupo restrito, apesar dos números de visualizações, ainda não têm um impacto como os jornais online ou Facebook que, praticamente, está a matar todas as redes sociais.

Se se comparares o n° dos crioulos com o Fb e os que usam o blogs para expor as ideias, visão ou simplesmente manda bocas, verás que temos uma diferença abismal.

Subscrevo às tuas análises acerca de uma espécie de posicionamento "extra" dos boggers na política, salientando a existência de muitos blogues mais focados na cultura.

P.S. Dia que a internet deixar de ficar um luxo em Cabo Verde, chegaremos àquele futuro que apontaste e os blogues terão uma boa influencia, quem sabe "killiar" os jornais online.

Abç;)

daivarela disse...

Boas, MRVADAZ

Concordo que somos um grupo restrito que nas eleições Legislativas e Autárticas terão pouca influencia. MAs, tratando-se das Presidenciais, onde vale 'uma pessoa, um voto' então o poder de influenciar é de se levar em conta.

Apesar de Cabo Verde ter uma política restritiva no acesso à Internet (muito dispendioso), os crioulos que acessam no exterior, também contam na hora de votar.

O Facebook veio juntar duas características do crioulo: vontade de se exibir e vontade de t'má boné ne vida d'gente.

Abc...

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes