3 de abril de 2011

Procurar Emprego pode levar um Crioulo à Falência

Arranjar trabalho até que é fácil. Pode-se trabalhar por uma miséria ou então fazer trabalho voluntário. O problema é conseguir um emprego onde possas mostrar ao patrão a tua indispensável presença, tratar mal os clientes e fazer compras fiado no fim do mês. Este é que é o busílis.

Olha o daivarela no Facebook

Mas antes de conseguires esse emprego de sonho é preciso investir (ou seja, gastar) algum dinheiro. Como deves saber é muito difícil para um desempregado dispor de dinheiro que não seja para se divertir no final de semana. Está-se desempregado mas não se está morto e ninguém é de ferro. E depois o crioulo pode ser mais convincente e usar as melhores justificativas quando quer dinheiro emprestado para diversão do que quando precisa de dinheiro para questões de saúde ou salubridade. Basta ver a falta de sucesso de várias pessoas com umas cartas sujas nas mãos pedindo dinheiro para melhorarem de vida. Mas por outro lado as festas estão sempre lotadas de crioulos e crioulas.

Queres conseguir um emprego porque precisas de dinheiro, mas tens que ter dinheiro para procurar um emprego. Se não, vejamos: 
 
- Carta de Apresentação e Currículo [se não tens computador terás que pagar dinheiro num Ciber; se tens um PC em casa a despesa da electricidade fica por tua conta + impressão dos documentos]
- Registo Criminal
- Cadastro Policial
- Certificado de Habilitações Literárias;
- Fotocópia do BI ou Passaporte;
- Atestado Médico.

Ainda é preciso adicionar a “despesa com a sola de sapato” que é necessário para percorrer as ruas da cidade a procura do tão desejado emprego. Esta despesa inclui: protector solar pois o sol crioulo não é brincadeira. Garrafa d’água para molhar a garganta. Muitas tartaruginhas (dois tostões), agora que os autocarros subiram o preço para 37 escudos e algum saldo no telemóvel.

O pior é que tens que ter tudo isso no original ou fotocópia autenticado (o que vai dar no mesmo preço). Agora é só enviar para as várias empresas para que o departamento de Relações Humanas possa arquivar o teu ficheiro nalgum canto escuro junto com as outras centenas de candidaturas. 

Depois de algumas tentativas falhadas descobres que muitas das vagas que são anunciadas nos Classificados já têm dono e que a entidade só está justificando o contrato do irmão, cunhado ou amante do chefe.  enquanto isso um crioulo continua kebron em Djosa.


5 comentários:

Anónimo disse...

Meu, meus parabéns pá. Olha que tens toda razão sobre o maldito emprego quando o concurso já tem dono. Que fazer nessa vida sem graça, tudo feito de recado e de expediente.
Tens um blogue maneiro mesmo. Parabéns. Dá fala no patrimonium-cv.blogspot.com

daivarela disse...

Olá patrimonium-cv.blogspot.com

'brigada pela visita e pelo elogio.

Eu já passei pelos concursos viciados e por isso quis fazer esse desabafo mas também sei que padrinhagem só não é bom quando não nos beneficia.

Qui tal uma parceria entre nossos blogs?

Abraço

maria albertina disse...

bom noit grinhecim um tava t ale bo mensagem,e ja bo otcha emprego?
se ainda não boa sorte
procura emprego é mt strsesante mas n tcha cançaso venceb, mta força,um abração
bjs

daivarela disse...

'brigada maria albertina.
txeu bijim pa bo tb

Anónimo disse...

Pode ser Daivarela. Vou adicionar-te aos meus blogues. Abraço e tudo de bom. Ass. Carlos Mendes

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes