27 de novembro de 2010

Olhos de lela


Encontrei este cãozinho quando fui fazer uma reportagem sobre animais abandonados que recebiam tratamento numa espécie de “enfermaria”, na zona de Fonte Filipe – São Vicente. Enquanto fazia o meu trabalho, ele ficava seguindo-me com este olhar, como que a implorar-me para levá-lo comigo para casa.

Seus olhos não se desviavam de mim. Enquanto isso eu pensava “até que és engraçado”, isso se desculparmos esses olhos azuis, ‘olhos de léla’ como diria meu amigo Mirú. Isso porque meu amigo pensa que nós nos encantamos com olhos verde e azuis mas que esses são os olhos com menos beleza, ou seja ‘olhos mais léla’.
Pensei em levá-lo comigo, mas como iria alimentá-lo? É que por esses dias já não deixo restos no prato quanto mais partilhar minha comida. Nem mesmo abro a porta à hora das refeições. A solução seria comprar-lhe ração para cão porque esse (acho) que não comeria.

Outro problema: antes que ele apreendesse onde era o lugar e a hora certa iria fazer muita merda (literalmente) pela casa. Quem haveria de limpar-lhe a porcaria, pois que passo pouco tempo em casa? Infelizmente para ele enquanto pensava isso ele deve ter sentido uma volta no estômago e fez merda (literalmente). Cagou e ficou com a cara de “então, não vais limpar isto? Já vais logo treinando.”
Por isso resolvi levar do cãozinho somente uma recordação. Tirei-lhe uma foto e vim-me embora. Se alguém quiser levar o bicho para sua casa é só dizer-me.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes