10 de agosto de 2010

Que políticas de Juventude e Cultura em S. Vicente?


Ouvir a crónica



Sendo que a grande maioria da população de São Vicente é constituída por jovens, fácil será depreender-se que:


Se há uma elevada taxa de desemprego, os jovens deverão ser os mais afectados;
Se há vários grupos musicais, noites caboverdeanas, novas vozes a despontar, muitos deles deverão ser jovens;
Se há um novo fenómeno de violência – gangs – muitos dos seus constituintes deverão ser jovens;
Se existem grupos de dança, de teatro, artistas com talento, muitos deles deverão ser jovens;
A existirem poetas, escritores, artista plástico e artistas nas mais variadas áreas, provavelmente muitos deles serão jovens.


Fácil de encontrar uma relação, não? Talvez para ti, talvez para mim. Talvez. Mas vamos então assumir que a grande massa artística de S. Vicente é constituída, grosso modo, por jovens. Vamos assumir que a juventude com arte está dedicando horas da sua inspiração (graças, muitas vezes, à falta de ocupação) a escrever versos que te farão suspirar, contos que te farão viajar e a pintar quadros de rara beleza. Essa mesma juventude está agora a esculpir obras de se admirar mas também está dedicando horas da sua inspiração memorizando textos porque você quer mais e melhor teatro, afinando a voz e a guitarra porque você exige boa música ao jantar.


Com tantos jovens que andam pela rua com um instrumento musical às costas, outros com os cadernos cheios de versos e personagens ou outros a caminho de casa (as vezes de madrugada) depois de mais um ensaio, constate-se que, se não pela arte, tanto esforço só pode dever-se aos incentivos. Sim, porque somente pelos incentivos é que compreende-se que um jovem poeta ou escritor dispensa horas dando vida a personagens e a sentimentos que verá brevemente publicado em livro. Ou que um jovem pintor pinte quadros, paredes, papéis ou outra coisa qualquer que encontrar na certeza de ver seu trabalho exposto e reconhecido. Somente pelo incentivo é que um jovem dançarino treina novos passos ou que um jovem músico toca até sentir cãibras nos dedos.


Porque, não se iluda, há uma competição secreta e feroz entre os jovens artistas para ver quem consegue ficar com incentivo. Bem, talvez não é a competição que é secreta mas sim o próprio incentivo. É tão secreta que não se fala nem se escreve sobre ela. De tão secreta que ela é, diz-se que não existe. Pronto! Revelei-vos um segredo: de que ela não existe. A competição, não o incentivo.


O que é que se entende por Cultura em São Vicente? Que evento cultural juvenil recebe o incentivo? Que evento cultural juvenil? São Vicente precisa com urgência de uma política cultural juvenil. A Cultura é uma das poucas áreas em que o trabalho está quase todo feito. O jovem artista já tem a sua obra quase pronta. O jovem artista é uma obra. Só precisa do incentivo para expô-la. Pois sim, poderiam argumentar, o incentivo é usado pelo Carnaval para premiar figurantes com o melhor andrajo. Também, o incentivo é usado no Festival de Baía das Gatas em grupos que durante a sua estadia não fazem uma única troca de experiência com os jovens artistas.


O segredo foi revelado. O incentivo existe. Agora o próximo passo é usá-lo em benefício da grande massa da população de São Vicente: os jovens. Porque faz-se necessário usar o incentivo em áreas culturais como:


Literatura e Música, Artes Plásticas e Teatro, etc. e tal.


Criar condições para que, após concurso, os jovens artistas possam ver seus trabalhos tornados públicos. Que seja em uma obra conjunta. Um jovem poeta ficará imensamente mais feliz de ver um único poema seu publicado do que todos eles somente no seu caderno de rascunho. Idem aspas para um jovem músico. Com uma política cultural juvenil definida para uma publicação por ano, teríamos quatro obras disponíveis no mercado nacional em quatro anos e muitos jovens artistas felizes.


Desenvolver políticas de valorização do artista para evitar que um jovem pintor tenha que vender seus quadros para poder comprar tintas e pincéis para pintar novo quadro. Outro ciclo vicioso a ser quebrado é o do jovem talentoso que não consegue fazer uma exposição por não ser conhecido e não ser reconhecido por não fazer exibições. Novamente, um jovem artista irá preferir expor em conjunto do que ter todos os seus quadros encostados numa parede da casa.
Nota-se que hoje em dia a cultura que não é comercializável não é incentivada. Não se pode negar o peso nos roteiros turísticos do Festival da Baía e do Carnaval do Mindelo mas também não pode-se esquecer que originalmente essas manifestações culturais não foram projectadas a pensar no turista, mas que conseguiram ganhar este peso e estatuto ao longo dos tempos. Foram precisos muitos anos de árduo trabalho para se chegar a esse estágio. É esse mesmo empenho que é necessário para projectar e impulsionar a criação artística na nossa juventude.
Com uma política de juventude e cultura séria e credível será possível a médio prazo, apresentar ao público, jovens artistas de qualidade nas mais diversas áreas. E se com isso conseguirmos ter turistas a visitar galerias de arte, a assistir teatro e a comprar livros e álbuns musicais, tanto melhor. A Cultura e a Juventude agradecem.


Ouvir a crónica


Publicada (também) no Jornal NhaTerra Online
Publicada (também) na Revista Buala Cultura Contemporânea Africana

9 comentários:

Ralão disse...

Excelente artigo meu caro Odair.

Em muitos setores da nossa sociedade, podemos sentir que os jovens estão um pouco abandonados.

Quase não há apoios, apesar do trabalho incansável de muitas associações, tanto a nivel desportivo, como cultural, ou ainda, se há apoios, eles ficam na mão de poucos.

Um grande e grave problema que a nossa juventude está atravessando é a falta de orientação e apoio familiar, a maioria não tem familia presente, o que se sente na forma como se comportam, que na grande parte das vezes acompanhada de comportamentos agressivos...

Any Brito disse...

Bem dito! Que oiçam o teu apelo para o bem da nossa sociedade. Amém!!!!!!

Tevu disse...

Força Day.
Bom artigo. tu podes continuar, porque tens futuro

Roger disse...

Começa em Odair a era dos novos dos novos criticos intelectuais caboverdianos.
Concordo com o teu pensamento.
Agora gostaria que a quem de direito tambem ouvissem e que tomasseem medidas!!!!!!!!!!

ROGER

Albertino Gonçalves disse...

Queria parabenziar ao amigo, Odair Varela, pelo excelente artigo que a meu ver, também é como uma pedrada no charco no toca a questão da juventude em São Vicente - Cabo Verde.
Seja qual for a análise que façamos, jovens e/ou juventude é uma realidade Humana e social que quotidianamente designamos como tal, supondo um momento de vida do ser humano em que se define e se estrutura os quadros de valores (implícitos e explícitos) do sujeito. Daí que estudar a juventude supõem ultrapassar o marco dos problemas biológicos, psicológicos, sociológicos e educativos para situar-nos em variadas circunstâncias e factores determinantes para analisar o seu papel na sociedade actual mindelense principalmente em relação à sua formação, inserção social e profissional, direitos e liberdades, ócio e tempos livres, conflito de gerações e desvio social, formas de acção e políticas de juventude, etc. Deste modo hoje em dia faz falta em São Vicente- Cabo Verde uma Sociologia da Juventude e uma Pedagogia ou Psicopedagogia da Juventude que analise este colectivo geracional que entrou numa onda de violência e que tem manchado o seu dia Internacional de sangue.
A ADRC-Ponta D'Pom lá onde puder continuará a fazer o seu trabalho na comunidade de Fonte Inês quiça São Vicente, promovendo a inclusão dos jovens quer no sistema desportivo, escolar, formativo e social.

Abraços

Presidente de Ponta D'Pom
Albertino Gonçalves

Juscelino disse...

A esse abandono e falta de empregos aos javens da parte das autoridades governamentais resulta ou vai resultar num estrengulamento da socidade em que o resultado ja ta sendo ser vista. caso de violencia, roubos, agrecao etc, ect.
Caros governantes e autoridades facam alguma coisa antes que seja muito tarde

Rosibelle Reis disse...

Excelentes criticas
À frente é que está o caminho Odair, excelente artigo e tiveste imensa coragem para publicar o mesmo. Força e continua sempre assim.

Anónimo disse...

I'm extremely impressed along with your writing abilities and also with the format in your blog. Is this a paid theme or did you customize it yourself? Anyway keep up the excellent quality writing, it's uncommon
to peer a great weblog like this one these days..
Feel free to visit my site - transfer news chelsea 2012

Anónimo disse...

It's a pity you don't have a donate button! I'd without a doubt donate to this brilliant blog! I guess for now i'll settle for book-marking
and adding your RSS feed to my Google account. I look forward to brand
new updates and will talk about this blog with my Facebook group.
Chat soon!
Also visit my blog ... epl transfer news arsenal

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes