9 de julho de 2014

"Em Defesa das Causas Perdidas" revela talentos no teatro de Mindelo


Assisti esta terça-feira à peça teatral "Em Defesa das Causas Perdidas" e considero que foi um bom momento de teatro.

Elenco na finalização de "Em Defesa das Causas Perdidas" - Foto de Diogo Bento

É daqueles momentos que se sai do espaço de cultura como o Centro Cultural do Mindelo com a sensação de um futuro garantido nas artes cénicas de Cabo Verde. Pelas expressões dramáticas, pela incorporação das personagens, pelo ritmo e a capacidade de transporte para a realidade da ilusão do teatro pode-se garantir que há talentos nestes jovens ousados. Muito bom. 

Suzy Andrade a dançar e interpretar
foi uma boa surpres
a - Foto de Diogo Bento
Duas notas para os actores: uma surpresa agradável ver a Suzy Andrade a interpretar. Quando fui assistir tinha na mente aquela menina frágil mas qual não foi meu espanto ao ver uma actriz forte a dominar o palco. Deu para ver que no palco é outra estória e até parece bonita com todas aquelas luzes e maquiagem, kkkkkk; 

A outra nota é para meu amigo Ricardo "Ricky" Fidalga, hoje um dos mais cotados jovens actores mas que me pareceu não ter conseguido se desligar do seu personagem de stand-up. Divertido e busod por natureza, Ricky tem uma ligação muito forte com a comédia e a interpretação que conheço desde sua infância quando lhe dava uns carolos, kkkkkk. Entretanto, não digo que ele estivesse a fazer comédia mas sim que interpretava com a personagem do stand-up com falas dramáticas. Ou talvez seja eu que estou tão acostumado com ele nos papéis mais divertidos. Por isso, meu amigo, é melhor assumires mais papéis dramáticos para que não fiques irremediavelmente ligado à comédia e possas vir a ter problemas em convencer o público nas interpretações mais dramáticas, como acontece com “nha Lolita”. Porque o talento está lá.

Entretanto, considero que havia gente a mais em cima do palco mesmo sabendo que todos eles fazem parte do Projecto KCena 2014. Ainda havia excesso de som secundário que deveria ter sido suavizado. Por falar em som, a projecção da voz deve ser trabalhada para melhorar o envolvimento com a estória.

"Em Defesa das Causas Perdidas" trouxe questões bem fortes para a nossa sociedade. Mesmo que tenha “La Mancha” como cenário, o dedo acusatório faz todo o sentido na sociedade caboverdeana. Políticos corruptos, empresários sem escrúpulos, militares sedentos de guerra, insegurança, fome, indiferença para com os mais vulneráveis, etc e muito mais. Isto é em La Mancha? Estes jovens talentosos mostraram (no mesmo local onde há dias se discutia os 39 anos de Independência) que o rei vai nu e terão abraçado a necessidade de se lutar por causas perdidas, tal qual Dom Quixote.

O encenador brasileiro, Márcio Meirelles, disse que queria deixar alguma semente que germine novos frutos na cidade do Mindelo. Acredito que conseguiu.

NOTA À PARTE: porquê as pessoas levam crianças para assistirem peças de teatro?


0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes