18 de março de 2014

Carta de resposta ao turista que criticou São Vicente num jornal australiano


Após o turista e escritor, Tony Park, ter visitado a ilha de São Vicente num barco de cruzeiros e criticado tudo e todos num dos maiores jornais da Austrália, eis que surge uma carta do"Anónimo de São Vicente" em jeito de resposta.

Graças a dica da Helga F. encontrei publicada no blog "PensamentoNewton" e divulgo também:


“Caro Tony Park,

A sua crítica à nossa cidade do Mindelo não nos deixa impávidos e serenos. Na verdade,
Tony Park
(foto encontra no Arrozcatum)
quando alguém fala de nós, espera-se sempre que consiga fazer uma análise construtiva. O que escreveu sobre o Mindelo pareceu-me de todo mais um retrato jornalístico superficial que apenas respeita o seu timming de publicação.

Ora se procura o destino turístico do prato de camarão a preço de cavala servido numa esteira de seda com um serviço pronto a responder às suas demandas em troca dos seus dollares australianos, infelizmente também o temos: devia procurar na ilha do Sal. Se veio a São Vicente procurar das praias paradisíacas do cartão postal devia inspeccionar a ilha da Boavista. Se procura o típico sitio em que tudo está feito para o turista criando um ambiente de um não-lugar, veio ao local errado.

Ora o problema em si não é seu nem de São Vicente, mas sim do estereótipo que se cria do que é bom e mau turismo. O problema é querer absorver um local numa simples passagem sem tentar perceber os detalhes que fazem a própria pérola. O problema é pensarmos que os outros têm que ser como nós. O problema é não termos tempo para absorver as visões dos outros em detrimento da nossa.

Não estamos aqui a referir que não tem razão em alguns pontos, mas certamente deverá rever a forma como viaja e como interpreta a maneira de ser e estar dos outros. Uma pessoa que escreve para tão conceituado jornal não deve cair nestes erros de principiante. O turismo de consumo rápido, não é nossa ambição. O turismo que é feito num suvenir a dizer Cabo verde não é o nosso objetivo. Um turismo feito em função do turista não é real. Um turismo que não mostre as nossas virtudes mas também os nossos defeitos não nos ajudará no caminho do nosso desenvolvimento.

Queira aceitar o nosso convite para voltar e perceber que aqui oferecemos Morabeza, acompanhado de uma boa moreia e um pontchim da terra ao som de uma boa morna. Queira aceitar o nosso convite para lhe podermos mostrar a nossa ilha vizinha cheio de montanhas e ar fresco. Queira dar a oportunidade de perceber que somos mais parecidos consigo do que realmente pensa. Queira ter um bom dia.”

Anónimo de São Vicente


8 comentários:

Anónimo disse...

Um texto muito bem escrito. Meus parabéns.

Anónimo disse...

Porque esse anónimo não pega no artigo do australiano e analisa-o e tenta ver em que aspecto se pode melhorar a ilha. Reacções deste tipo são comportamentos de avestruz que consistem em meter a cabeça na areia para não ver nada. O nacionalismo barato bacoco que não leva a parte nenhum mas sim contribui para o afundamento É a mesma gente que faz propaganda política aos sete ventos sobre CV para enganar os incautos e ganhar as eleições quando a realidade crua e dura está à vista de todos, estamos longe mas mesmo muito longe de tudo. Minha gente voltem para o real. Este senhor pôs o dedo na ferida e feriu o nosso falso orgulho

zito azevedo disse...

A foto de Mr. Park, encontrada no Arrozcatum, foi descoberta no Google...Já agora, acho que vou escrever umas coisinhas sobre esta carta aberta anónima (anónima, porquê?!) no mesmo Arrozcatum...Desculpen a publicidade!
Braça
Zito Azevedo

Anónimo disse...

Adorei o que foi escrito para o " dito turista " que tentou pôr o nosso Cabo Verde, precisamente o nosso Mindelo mal visto. Amo nha terra São Vicente <3

Anónimo disse...

caro tony park.( com letras minúsculas porque é isso que mereces).
"Soncent é sab ele é sab pa ........."
penso que o seu problema foi pensar que estava num pais de pessoas que não conhecem nada nem ninguém e que nós iríamos recebe-lo com honras de chefe de estado. temos pena. Da próxima (coisa que espero nunca acontecer) terás passadeira vermelha da quinta melhor baía do mundo a todas as maravilhas do meu querido MINDELO pequenino, pobre mas com alma.
Da próxima vais ouvir de certeza "Rusga pá rua".
tenha boas viagens a sítios paradisíacos porque "MINDELO É NOSSA MINDELO É D´ QUEL BOM"

John mattos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
John mattos disse...

Isto so pode ser palhaçada desse leviano que assina Anonimo de Soncente. Um individuo que nao tem nem onde cair morto, com essas exigências! Oh leviano, eu nasci em Soncente, sou jornalista a viver fora ha mais de 30 anos! Vou escrever nos proximos dias, a tragédia de Soncente, onde os actores são levianos como tu, pedintes, alcoolatras, ladroes e putinhas...

Anónimo disse...

cada dia estou mais desiludida e triste com os meus ...assim não vamos melhorar, e a nossa cegueira só nos desintegra. O HOMEM disse verdades que tem faltado a outros...dói ,mas as vezes é necessário se serve para despertar o olho critico. VOU A CABO -VERDE TODOS OS ANOS MAS SÓ POR AMOR A TERRA, porque turismo faço cá fora mais barato e com melhores condições.

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes