10 de outubro de 2013

Concurso lusófono literário de poesia tem prémio de 3 mil euros


Uma boa oportunidade para @s poetas com obra publicada:

Grupo De Acção Cultural De Válega (GAC), Associação de Utilidade Pública de âmbito cultural em Portugal, lança o Prémio de Poesia denominado “PRÉMIO LITERÁRIO GLÓRIA DE SANT’ANNA”, destinado a galardoar o melhor trabalho na área de poesia.

O prémio no valor de 3.000.00 euros será atribuído ao Autor do melhor livro de Poesia em língua portuguesa editado desde Janeiro de 2013 até 7 de Março de 2014. A primeira edição do livro deve acontecer em Portugal ou países Lusófonos e não serão aceites antologias ou colectâneas.

A data limite das inscrições é 7 de Março de 2014.

Para saber como concorrer consulte o Regulamento do Concurso.

Visite também a página Glória de Sant’Anna, Patrona do concurso

1 comentários:

dai varela disse...

PRÉMIO LITERÁRIO GLÓRIA DE SANT’ANNA

PRÉMIO AO AUTOR DO MELHOR LIVRO DE POESIA
1ª EDIÇÃO EM PORTUGAL E PAÍSES LUSÓFONOS



COMUNICADO DE IMPRENSA

PARA DIVULGAÇÃO IMEDIATA

Vencedor do Premio Literário Gloria de Sant’Anna 2014

Válega, Portugal, 29 de Abril 2014 – A Autora Gisela Ramos Rosa é a vencedora do Prémio
Literário Gloria de Sant’Anna – 2014, com a Obra TRADUÇÃO DAS MANHÃS –
EDITORA LUA DE MARFIM – PORTUGAL.
A obra Premiada foi escolhida por unanimidade. A decisão final do Júri é irrevogável.
A entrega do Prémio será no dia 25 de Maio de 2014, na Capela de São Gonçalo em Válega, onde as
Editoras terão à venda os seus livros de Poesia.
O Prémio Literário Glória de Sant’Anna é um prémio de Poesia em memória do Poeta
Glória de Sant’Anna. O valor do prémio de 3.000,00 Euros é destinado ao Autor do melhor livro
de Poesia em língua Portuguesa editado no ano corrente e organizado pelo Grupo de Acção
Cultural de Válega (GAC) em colaboração com a Família de Glória de Sant'Anna e entidades
patrocinadoras. Este ano a, Camara Municipal de Ovar - Junta de Freguesia de Válega - Sacavém
Cardoso - Manuela Martins – Bridget Rust - Teresa Roza D’Oliveira - António Afreixo - Graham
Rust -Francisco da Costa Maya - Belmira Pinho - Gisela Rocha - Lígia Martins - Tiago Oliveira e
Andrade Paes.

Júri
Ronaldo Cagiano – Escritor
Jacinto Guimarães – Colaborador do JORNAL DE VÁLEGA
Victor Oliveira Mateus – Escritor
Fátima Mendonça – Professora de Literatura
Rui Paes – Pintor

Uma poesia que se desfaz e refaz com uma delicada pureza de imagem e grande musicalidade,
e que existe no centro do mundo - Rui Paes

A autora demonstra uma grande habilidade nessa poesia que harmoniza forma e conteúdo. Há uma
opção pela economia de meios, numa linguagem que diz o máximo com o mínimo de recursos.
O meticuloso processo de criação traduz, sem esforço, o sentimento da autora de comunicar sua arte,
sem apelação, sem contorcionismos de linguagem, com subtileza e claridade, revelando que em seu
artesanato 'Os pensamentos são uma escrita silenciosa/ são como ramos que se ligam por intervalos
de silêncio', falando mais pelo que oculta e deixando por conta do leitor o remate de sua construção.
- Ronaldo Cagiano

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes