18 de novembro de 2012

Fuma esta hipocrisia

Querem ver uns dados curiosos sobre a hipocrisia do Estado de Cabo Verde em relação ao tabaco (cigarros)? 

Não é caricato que nem o Ministério da Saúde ou da Administração
Interna ou da Justiça faça algo em relação a um produto que
é vendido e "Prejudica gravemente a saúde"?
  • Cabo Verde, em 1995, aprovou a lei nº 119/IV/95, de 13 de Março, que define as condições de dissuasão e restrição do uso de tabaco, designadamente a publicidade e a promoção dos produtos de tabaco, e proíbe fumar nos vários locais públicos. 

  • Saiba que o Estado faz parte (dados de 2011) da estrutura de capital da fábrica de tabacos (Sociedade Cabo-verdiana de Tabacos - SCT): um dos accionistas é o Município do Sal [Estado de Cabo Verde] com 30 mil acções (12,5%); 

  • Este é um negócio muito lucrativo. No exercício de 2011 o Conselho de Administração da SCT auferiu uma remuneração de CVE 5.920.000 (cinco milhões novecentos e vinte mil escudos), incluindo prémio de desempenho, assim distribuídos: 

             Presidente: CVE 1.280.000 (um milhão duzentos e oitenta mil escudos) 

        Vogais do Conselho: CVE 4.640.000 (quatro milhões seiscentos e quarenta mil escudos) 

  • De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o tabaco é também responsável pelo aumento do risco de cancro do pulmão e do colo do útero e está na origem da cegueira, da impotência sexual e do agravamento da asma e das doenças infecciosas do aparelho respiratório, incluindo a tuberculose. 

  • Sabias que cabe ao Estado de Cabo Verde a função primordial de guardião da Saúde Pública? 

Pois... mas é o mesmo Estado vende o cigarro e depois usa o lucro da venda para tratar os doentes que o tabaco provoca. Compreensível, não?

  

2 comentários:

zito azevedo disse...

Por este andar, qualquer dia o Estado entra no negócio do narcotráfico, porque dá dinheiro e vende licenças para a comecialização da marijuana, pelo mesmo motivo...Ora, como se sabe, em politica nem todos os fins justificam os meios!

dai varela disse...

Esse seria o desejo de muita gente, Zito Azevedo. Muita gente mesmo

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes