6 de outubro de 2012

Por esses dias… na cidade da Praia

O blogue Crioulo n’Descontra esteve parado por estes dias porque estive em viagem pela cidade da Praia em formação. Nestes momentos a inspiração começa a fugir logo antes de viajar de avião. Eu já tinha dito que sou um gajo mau (muito mau mesmo) mas lá em cima perco toda a minha coragem

Daivarela com o certificado do
"Seminário Comunicação e Direitos Humanos"
Participei durante esta semana no “Seminário Comunicação e Direitos Humanos” ministrado por professores da Universidade La Laguna (Canárias – Espanha), pela CALIMA – Investigadores em Comunicação e Cultura Canárias-África e organizado pela Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania. Uma ocasião muito boa para adquirir conhecimentos em diversas áreas transversais a estas duas temáticas e que ainda estou a digerir os conhecimentos adquiridos na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV). 

Aparte disto notei que alguns alunos universitários estão com uma postura muito desmazelada porque vão para a universidade de chinelas e calções de mar, numa atitude que tem pouco de ensino superior. É preciso regulação dos estabelecimentos de ensino e auto-regulação dos futuros profissionais nacionais. 

Encontrei também gente interessante pelos lados da capital. Pessoas que me disseram acompanhar e gostar do blogue (lá está o Daivarela ne intxedura outra vez). Um agradecimento a todos eles em especial para Maria, a Joana, a Sara e o Paulino. Encontrei o Dorival que me levou numa perseguição ao carro dos “Ninjas” por zonas bem perigosas à procura talvez de algum motivo de reportagem e que fez-nos levar um susto quando o caçador tornou-se a caça. Não sei se era porque estava comigo mas o gajo parecia estar com muita coragem. 

Encontrei também o artista do momento: Batchart. Aproveitamos para conversar um bocado e conhecer seus projectos e digo-vos que para mim é uma alegria enorme ver um jovem crioulo talentoso a perseguir seus sonhos e a alcançar coisas boas. Aviso logo que podemos esperar coisas boas deste cantor. 

Por outro lado, por esses dias notei como alguns taxistas da capital têm um deficit de carácter e gostam de levar vantagem sobre seus clientes – ainda mais se estes clientes falarem com um sotaque diferente. Com alguns taxistas é preciso definir o preço antes de entrar no carro porque os percursos não parecem ser tabelados. O mesmo percurso pode ter preços diferentes, dependendo do condutor. Há também aqueles taxistas combinam um preço e ao chegar ao destino resolvem cobrar diferente. Encontrei todos esses casos por esses dias. 

Outra coisa que notei é que (partes) da cidade da Praia não foram feitas para as pessoas estarem na rua. Por estes dias estive na zona do Palmarejo (aproveito para agradecer aos meus primos Jair e Tony) e reparei que fizeram uma zona com casas luxuosas mas com a intenção de as pessoas manterem-se dentro delas – não para saírem e passearem na zona. Há locais que não têm passeios ou onde estes foram invadidos por mato e plantas e por causa disso muitas vezes tive que andar dentro da estrada. Sem contar que as estradas são COMPLETAMENTE esburacadas. Quem fez aqueles caminho deveria ser processado em tribunal e ser obrigado a fazer uma nova com todas as despesas as suas custas. O Tony levou-me para conhecer o “Kebra Kabana” e achei o local bem simpático. 

Reparei, através de conversas com as pessoas, que a Praia é vista como um local para se ganhar dinheiro, não uma cidade pela qual têm um sentimento de amor. Mas não estou falando somente de pessoas que chegam de outras ilhas para procurarem o seu ganha-pão na cidade com mais oportunidades do país. Parece-me que é preciso criar-se um sentimento de afecto com esta cidade para não ser vista só como uma grande vaca leiteira onde todos querem mamar nela. É preciso que os seus poetas comecem a exaltá-la em seus versos, que os músicos comecem a cantá-la, que o artista comece a pintá-la e a fotografá-la porque será a arte que fará com que a população aumente um amor necessário para torná-la mais linda, limpa e aprazível. 

Por agora só falta dizer um até breve, cidade da Praia. 

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes