2 de setembro de 2012

Quase que fui poeta

Quase que fui poeta… 

Tivesse chovido nas terras onde nasci 

Nas flores que nunca brotaram 

Para seus aromas num canto da memória guardar 

E agora saberia a que cheira teus desejos ao me entregar 



Quase que fui poeta… 

Tivesse eu lido os versos dos loucos enamorados 

Poesias para nunca serem oferecidas 

Escritos em saudades, destinados à recordação 

E hoje saberia quais as palavras te fazem arrepiar quando te entregas 



Quase que fui poeta… 

Tivesse eu aprendido como surripiar risos 

Prender a alegria num canto qualquer 

Para de mãos dadas levar-te até lá 

E hoje seria teu, preso e feliz, mas teu.

2 comentários:

Anónimo disse...

I got this web page from my buddy who informed me concerning this web
site and now this time I am visiting this web page and reading
very informative content at this place.
Feel free to visit my webpage transfer news arsenal fc

Anónimo disse...

Hurrah, that's what I was looking for, what a material! existing here at this weblog, thanks admin of this website.
Have a look at my web-site : transfer news at arsenal football club

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes