12 de junho de 2012

Acelerar a destruição do Homem para nascerem pessoas melhores

Quando ouvi os rappers Valete e Azagaia na nova música “À espera”, cantando este trecho:

“À espera da reconstrução deste planeta

Tem que ser agora porque já há pouco tempo na ampulheta

Sente a urgência, o planeta tá a tua espera

À espera que ajudes a evitar o colapso da ecosfera”

lembrei-me de uma pessoa que conheço que acredita que está na hora de mudar o paradigma da protecção da Natureza. Que em vez de preservar o Planeta deveria-se acelerar o processo de destruição da Humanidade. Porquê? Porque para ele nós somos uma má experiência da Natureza, nós demos errado. Evoluímos até nos tornarmos um cancro para a Terra e quanto mais preservamos, mais malignos nos tornamos.

Segundo esta pessoa a Terra não precisa de campanhas de preservação e nem a reciclagem como aquela que conhecemos por ser uma forma encoberta de fomentar a superprodução e super-consumo. Quando a Humanidade se auto-destruir será a vez de a Natureza regenerar-se e criar novos seres, talvez mais inteligentes.

Poderão passar outros milhões de anos para a evolução mas será tempo suficiente para desaparecer os vestígios da presença do Homem, nas suas várias manifestações.

Assim pensa uma pessoa que conheço.

4 comentários:

Criola di terra disse...

Se fosse apenas dessa forma, apesar das controvérsias várias, o mundo não seria hábil de gerar várias formas de vida,e está espécie destruidora include. Portanto é preciso que "esta pessoa que conheces" seja um pouco mais razoável nessa teoria da geração 'cancro' e amplie seus horizontes.
ABC

Miriam Lopes dos Santos disse...

E se a nova leva de "seres" tb vier com "defeito"?!...Prefiro acreditar que esta "Humanidade" ainda tem chances de "EcoHumaniza;cao"!

Zito Azevedo disse...

Creio que a destruição do eco-sistema puro começou no preciso instante em que, há milhões de anos, o "homem" aprendeu a fazer "fogo" o que veio alterar de forma radical os seus paradigmas alimentares e fundando a primeira era industrial com a possibilidade de fundir metais e transforma-los em utensílios...Nada nem  ninguém pode prever o que aconteceria com  a extinção da raça humana, nem por que métodos a natureza iria inventar outros seres, quiçá mais inteligentes mas, se calhar, com as mesmas necessidades da Humanidade actual, que destroi para criar pois nada se cria .,,,nem nada se perde....tudo se transforma, lembram-se?

mrvadaz disse...

Momento de partilha:

Novo de Valete - A vida dos Outros aqui: http://www.youtube.com/watch?v=dGgPhV0rstc&feature=player_embedded

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes