5 de janeiro de 2012

Fim de ano calmo em São Vicente (também falo de coisas boas)

No outro dia recebi um telefonema de uma amiga que disse-me que sua amiga estava de férias aqui no Mindelo vindo de França e queria conhecer-me por causa do meu blog (fiquei logo intxod, hehehe). Ela disse-me que depois de consultar o ASEMANA ONLINE o meu blog é o segundo lugar que visita. Mas o que ela queria também é que eu falasse no blog como foi o fim de ano na ilha porque na sua opinião estava a melhorar em termos de segurança. 
Mindelo - foto surripiada ao DEKELBOM

- No outro ano quando estive aqui – disse-me a emigrante – sofri dois caçubodis (assaltos), mas agora sinto-me mais segura a andar na rua até de madrugada. 

- É verdade – replicou minha amiga – vocês só falam quando acontecem coisas negativas. Agora devias dizer que não aconteceu nada de mau na passagem de ano em São Vicente. 

Como na verdade não falo somente quando acontecem coisas más e porque ainda a Polícia Nacional não tinha feito o balanço dos dias de festa é que ainda não tinha dito nada. O facto é que foi uma passagem de ano tranquila e muito disso deve-se ao trabalho dos agentes policiais que estavam posicionados em pontos estratégicos da cidade. Era só vê-los na Praça Nova à paisana ou nas estradas a direccionar o tráfego de carros ou a intervir com o Serviço de Piquete ou com os Ninjas. Nota máxima para a Polícia Nacional. 


Fim de Ano em São Vicente 
Redução substancial de ocorrências policiais 

O Comandante da Policia Nacional (PN), Tito Barros, garante que houve uma redução substancial das ocorrências policiais durante esta quadra festiva, comparando com anos anteriores. No momento de balanço das solicitações e intervenções, Barros afirma que o civismo do público de São Vicente contribuiu muito para o sucesso do trabalho da PN. 

Comandante Tito Barros:
O civismo do público de São Vicente
contribuiu para o sucesso do
trabalho da Polícia Nacional
 
Antes da passagem de ano, na sexta (30) enquanto as pessoas ainda faziam as compras de última hora houve cinco acidentes de trânsito onde resultou um ferido ligeiro por atropelamento e três crimes contra pessoas. Dos milhares de mindelenses que circulavam pela cidade apenas duas tiveram a necessidade de chamar a Policia por terem sido vítimas de roubo e uma casa foi roubada. Nesta sexta-feira o Serviço de Piquete foi solicitado por 57 vezes e deteve dois indivíduos. 

Já no dia de festa, sábado (31), só se registou um acidente onde uma pequena colisão provocou ligeiros danos materiais. Isto apesar dos milhares de sãovicentinos que desceram para a Avenida Marginal de carro e a pé, onde foram esperar pelo espectáculo de fogos de artifícios que marcou a passagem de ano. Ainda registou-se dois casos de violência baseada no género (VBG) e três crimes contra património sendo dois numa residência e um na via pública. Depois de terminadas as festas e de alguns exageros na bebida, os acidentes de trânsito no domingo (1 de Janeiro) aumentaram para cinco, com três colisões, um embate e um atropelamento com ferido leve. 

O saldo total das ocorrências durante a passagem de ano ficou-se por dezoito crimes, sendo nove contra pessoas com destaque para cinco casos de VBG. Ainda, nove casos de crimes contra propriedade destacando-se dois roubos na via pública e onze acidentes de transito onde a maioria terminou com danos ligeiros e dois atropelamentos sem gravidade. O grande número de pessoas que circulavam pela cidade provocou, em alguns momentos, distúrbios na via pública o que obrigou a solicitação do Serviço de Piquete por duzentas vezes.


Será que a cidade do Mindelo está voltando à sua tranquilidade ou ainda é cedo para elogiar?








6 comentários:

Elson Lopes Ramos disse...

Thanks Dai! Mi tambem ê um sigidor d'bo blog, facebook y YouTube (pa bo fká mas intxód) y um ta konkordá ke no tem ess mania d'negativism. Um fká kontent d'sabê ke nos terrinha "Ilha Mitica, Cidade Maravilhosa" ja voltá ta ter paz, trankuilidad y seguransa. Ma ka no dá foguet antes d'festa. No sperá Karnaval y verão 2012 passá pa no fazê um avaliasão

Helmer Fortes disse...

Esqueceste que os militares também estavão envolvidos neste trabalho.

Dénis Nunes disse...

Mais do que ses dever es ca ta faze nada pelo menos um cosa q faze nera

Sibelle Martins disse...

Um tem gostod de traboi kex tem feito. Tb k podia continua moda antigamente. Os tempos mudaram....

dai varela disse...

@Elson Lopes Ramos
jam fka prob intxod, nha broda
vamos esperar sim pq ainda um k te largá foguetes

Anónimo disse...

Bom pa soncente...

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes