17 de novembro de 2011

Ponta d'Pom: um clube maior que o futebol

A Associação Desportiva Recreativa e Cultural Ponta d’Pom é um clube de São Vicente com quatro escalões de futebol que abarca jovens dos onze anos até veteranos. Neste momento encontra-se na Primeira Divisão do Regional de São Vicente mas seus projectos não se ficam somente pelo futebol. Depois de várias acções sociais hoje é reconhecido como parceiro na comunidade de Fonte Inês. 

Edifício do clube Ponta d'Pom em São Vicente
Primeiramente criada como um grupo em Setembro de 1990 por vinte jovens com o objectivo de promover e desenvolver a prática desportiva, hoje a Associação estende suas acções por várias vertentes sociais e comunitárias. Neste momento conta com 60 membros e cerca de 800 sócios e são várias as pessoas que dão o seu contributo de forma voluntária depois que a comunidade foi envolvida. “Consideramos que o pessoal que não joga bola precisa estar integrada”, afirma "Netchu", vice-Presidente do clube que diz ter neste momento uma comunidade mais perto da Associação. “Se no princípio éramos vistos somente como um grupo que jogava futebol, hoje somos vistos como uma Associação que trabalha em prol da zona”, garante o vice-presidente. 


Um dos maiores projectos é a criação de uma espécie de televisão comunitária para transmitir actividades da associação e os seus jogos. “Já conseguimos uma parabólica mas ainda não temos o retransmissor pelo que continuamos a exibir filmes educativos aqui na nossa rua”, continua Netchu que prepara para o mês de Dezembro o projecto ‘Um sorriso na face de um criança’ para ajudar os meninos da comunidade. “Queremos ter um pai natal a oferecer 150 brinquedos com um dia de jogos tradicionais. O projecto contempla a solicitação à Câmara Municipal para trazerem a Banda Municipal que irá animar a comunidade com música. Ainda, Fonte Inês será mobilizada para ser ela própria a fornecer o buffet da festa de Natal. Iremos colocar mesas na rua para as crianças desfavorecidas e o Ponta d’Pom entrará com as restantes despesas.” 

“Somos a única equipa de futebol que irá apresentar uma planificação estratégica para um período de cinco anos”, diz cheio de orgulho Netchu, que fala de mais de 20 jovens de Ponta d’Pom que são mobilizados para suportarem a protecção das tartarugas durante quatro meses, logo que termina a época desportiva. “Temos também o grupo de Voluntários e o grupo de Mães da Comunidade que são um conjunto de mulheres que na altura das férias promovem tardes de chá e outros convívios, sempre relacionados com o Ponta” 

Mas o maior objectivo é dentro de quatro anos ter um espaço próprio para realização dos seus projectos uma vez que o local onde se encontram já se mostra pequeno demais para tantas realizações. “Já temos o terreno mas ainda não conseguimos construir porque antes trabalhávamos como os Bombeiros: aparece fogo e nós apagamos. Mas agora com este Plano Estratégico já teremos as metas definidas e desta forma conseguir arrancar com a construção do nosso clube”, afirma. 

Enquanto no escalão sénior o objectivo é manter-se na Primeira Divisão, nos escalões de formação a meta é manter os cerca de 50 adolescentes dos vários escalões longe de possíveis situações problemáticas. “Enquanto esses jovens dos 12 aos 17 anos estão jogando eles se mantém afastados de certas coisas”, assegura Kay, treinador dos pequenos futebolistas assumindo que vencer o Campeonato não é o objectivo, “mas se no final da época estivermos entre os primeiros vamos lutar sempre para ganhar”, garante o treinador.





0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes