7 de maio de 2011

Caboverdeano suspeito de terrorismo nos EUA afirma-se inocente

Odemir 'Mirú' Muhammad Teixeira tem 56 anos e é um cabo-verdiano com nacionalidade canadense que mudou de nome depois de se converter ao Islão. Suspeito de terrorismo pelos Estados Unidos tem hoje seus bens bloqueados por isso vive em São Vicente com algumas dificuldades. Muhammad afirma-se inocente e diz existir uma grande propaganda mundial contra o Islão, inclusive em Cabo Verde, mas garante: “Não Temos medo”. 

Gostou do blog? Click aqui e siga as novidades de daivarela no Facebook
 

Porque vive actualmente em Cabo Verde?

Odmir 'Mirú' Muhammad Teixeira - Em Janeiro de 2007 fui parado num aeroporto americano a caminho de Toronto. Depois de ter sido escaneado, revistado, retirado as impressões digitais e de ser fotografado de todos os ângulos fui impedido de entrar nos Estados Unidos porque o agente fronteiriço encontrou-me com livros e CD’s de ensinamentos básicos do Nation Of Islam (Nação do Islão). Aquilo irritou o policia a tal ponto que não me deixou passar e me colocou na lista de suspeito por terrorismo.



O que fez em quando foi tido como terrorista?


Procurei a Liga dos Direitos Humanos que fica na cidade da Praia, na Rua Andrade Corvo e recorri à Ordem dos Advogados de Cabo Verde mas sem sucesso. Estas instituições alegam que não há nem um comunicado oficial e que isso não passou de uma tentativa para me assustar.

Como vive actualmente?


Tenho sobrevivido graças a ajuda de amigos e familiar, alguns no estrangeiro porque as minhas contas e cartão de crédito foram bloqueadas desde que figurei na lista como terrorista nos Estados Unidos.


INICIADO NOS EUA
Desde quando é muçulmano?

Sou muçulmano desde finais de 1979 quando aderi à organização sediada nos Estados Unidos da América de nome Nation Of Islam (Nação do Islão). Iniciei num grupo de estudos islâmicos em Toronto, Canadá que ensinava-nos a realidade e verdade da nossa história através de vídeos, debates e círculos de estudos. Nossa organização tem um estatuto brilhante e não receamos ninguém e nossos ensinamentos tem como base levar a nossa mensagem para unificar o nosso povo globalmente. Isso porque nosso povo foi roubado de tudo aquilo que lhe pertencia. Uma das razões que levaram os países do Ocidente a perseguirem o povo muçulmano foi que eles não conseguiram enxergar as potencialidades e as provas islâmicas que existem a nível global. Passamos de mestres deste Universo até sermos reduzidos a escória da Humanidade. Tornou-se necessário fazer algo para tornar a elevar-nos a esse patamar novamente.

O que o motivou a aderir ao islamismo?

Devido à apresentação do vídeo com o líder da Nação do Islão, Wallace Fard Muhammad, passeia a gostar e a integrar-me nos estudos. Até que chegou uma altura em que entendi que devia filiar-me à Organização. Quando comecei a seguir esses ensinamentos pude ver uma outra realidade e uma outra verdade dentro da história e da religião. Porque desde criança aqui em Cabo Verde eu freqüentava a Igreja, fui baptizado e fiz quase todos os sacramentos mas via muitas coisas ensinadas lá que não coincidiam. Alguns ensinamentos eram realmente fantasmagóricos e aquilo sempre criou-me muita dor de cabeça. Somente depois de chegar a Canadá e de filiar-me nessa Organização é que consegui encontrar respostas para as perguntas que tinha desde criança e descobri a realidade e verdade sobre a nossa identidade. Foi assim que saltei de um patamar para outro e converti-me ao Islamismo.


MUDANÇA DE NOME

Porque é que mudou de nome?

O processo de mudança de nome vem com o tempo. O primeiro apelido que nos é dado é o X. Quando nos colocam aquele X isso significa, no meu caso, que Odemir X deixa de ter ligação com a escravatura, que eles cortaram-me a corrente que me prendia como escravo. Aquele X significa um cortar da corrente. A partir dali passo a ter uma nova vida e a seguir uma nova identidade como homem livre que já não é mais um escravo mental. São várias as fases de nomes até receberes o maior tributo que é quando te colocam o nome de Mohammad. No meu caso, esse tributo só viria a recebê-lo numa Convenção no dia 23 de fevereiro de 1997 em Chicago, Estados Unidos.

Como é que consegue praticar o Islamismo em São Vicente? 
Faço o máximo possível para praticar aquilo que entendo e aquilo que me foi ensinado. Existe uma grande propaganda contra o Islamismo mas quem o faz sabe o porquê dessas acções.

Existem outros membros desta Organização na ilha?

Sou o único aqui em São Vicente, que eu saiba. Em Cabo Verde existem muitos muçulmanos de países africanos que conheço de cumprimentar na rua, mas nunca juntei-me com nenhum em uma congregação. Isso porque há um desentendimento entre nossa organização e a organização islâmica em África. Isso porque o islamismo dentro da África foi manipulado e há muitos estandartes praticados por eles que não estão dentro dos nossos estandartes. Mas tudo isso foi criado por alguém que sabia que numa certa altura haveria de tirar proveito disso e é precisamente este tempo em que vivemos.

CRIAÇÃO DE BASES EM CABO VERDE

Veste-se como um muçulmano?

A nossa Organização aconselha-nos a vestir-nos sem necessidade de trajes muçulmanos, por isso visto-me de forma normal. Temos é que respeitar as leis e Governos desde que não contrariem os nossos estandartes religiosos.

A vossa Organização tem ligações com a Al-Qaida ou os Talibãns?

Nós não temos qualquer ligação com o Islamismo radical ou com grupos terroristas. Nosso propósito é manter nossa comunidade informada para ajudá-la a sair da situação degradante que ela se encontra neste momento. Nunca apoiamos nenhum movimento islâmico fora dos Estados Unidos. Pelo contrário, já tivemos problemas com esses movimentos por causa da nossa forma de pensar que fez com que não aceitassem que na América poderia-se fazer uma melhor tradução do Alcorão do que no Médio Oriente.

O que pensa sobre o prisioneiro de Guantánamo que Cabo Verde recebeu?

Não digo que ele seja terrorista ou não. Acusaram-no de terrorismo mas a Amnistia Internacional disse que ele não estava implicado. O problema é que quando se é uma pessoa que defende a verdade, os inimigos criam todas as formas possíveis para nos desacreditar. Não sei se este é um caso do tipo mas tudo é possível.

A vossa Organização pretende criar bases em Cabo Verde para divulgar vossos ensinamentos?

Não posso afirmar se a Organização pretende ou não criar bases para divulgar as nossas doutrinas. Sei que temos sedes nas Caraíbas, Inglaterra e França e em outros lugares. Na África temos bases no Ghana e África do Sul. Temos vindo a criar sedes em todos os lugares onde o nosso povo está e não posso dizer se numa altura qualquer possa vir a ter uma sede aqui em Cabo Verde ou não. A minha maior preocupação tem sido com a situação degradante da nossa saúde e educação. Nada mais.

Publicada (também) no Jornal A NAÇÃO N.º 189 de 14 a 20/04/2011



6 comentários:

Hércules disse...

ma ate hj el ta ness lista? como possivel terrorista?
foda ahn
mercon tem med ate d ces sombra
"quem tanto faz..."
moh brasiler ta dze, quem tanto apronta...

Anónimo disse...

Cuidado!
No islam maomé até assassinou allah.

Anónimo disse...

Os verdadeiros terroristas andam por ai escondidos em fatos bonitos e em expressôes que lhes justificam ser inocentes de suas practicas. Devemos abrir a vista interna para que saíbamos dicernir a verdade e os verdadeiros malfeitores!

Jay Gomes disse...

Boa Dai excelente entrevista mi kta uvi falá na êl sô na RAP criol i alguns intervenção na espetákulos jan fká ta konchê más um bokadim sobre êl,...Power Odmir, pôk a pôk, bô tem estód ta abri êss pov oi,...

Anónimo disse...

Apenas um comentário: Investigou quais os principios/linhas dessa Organização.
Acho que não, mas enfim!

Anónimo disse...

como posso entrar em contato com o sr ODAMIR?
Obrigado
howlettpatrick@hotmail.com

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes