12 de dezembro de 2010

Mulher Caboverdeana

Mulher guerreira
Mãe solteira
A tua alma e dignidade
Foram forjados ainda no ventre

Dentro de ti corre sangue quente crioulo
Que faz de ti
Guerreira quotidiana
Incansável fagueira
                        Mulher Caboverdeana

O teu dia-a-dia de labuta
Não te dá tempo para sorrir
Mas as pétalas do sorriso da tua flor criança
Dão-te um quase descanso espiritual

Dormes, enganando-te feliz
Para acordares, cansando-te




Publicada (também) no Jornal Nha Terra Online

4 comentários:

Livia disse...

optimo! é um dos primeiros poemas de jovens poetas de CV em que a mulher cabo-verdiana nao é referida enquanto corpo sensual para deleite sexual.
ela esta retratada no aspecto que normalmente é apagado, a sua face de trabalhadora e lutadora num espaço masculino que a objectifica. parabéns!!!

Flávio Fernandes disse...

bom
um poema lindo parabens

baía disse...

Espectacular.
Excelente rapaz, es um talento que saiu dentro de um ventre iluminado. Continua a tua obra. Cabo Verde precisa. Parabens!

Anónimo disse...

I am not sure where you are getting your info, but great topic.

I needs to spend some time learning much more or understanding more.
Thanks for wonderful info I was looking for this info for my mission.
My webpage : epl transfer news

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes