10 de julho de 2008

Correcção

Norton, Cristina, Os Mecanismos da Escrita Criativa, Temas e Debates, 2001

o Deve reler-se o texto em voz alta, prestando atenção ao ritmo do conto.

o A leitura facilitará a tarefa de corrigir ou eliminar uma frase.

o É preciso rever as primeiras frases, são elas que cativarão o leitor.

o Deve verificar-se se o conto tem uma sequência lógica.

o Deve conferir se o tema foi convenientemente desenvolvido.

o Deve deixar-se o relevante e retirar-se o superficial.

o São de evitar descrições e enumerações em excesso.

o Devem eliminar-se expressões vazias e pomposas.

o Não deve-se cair no lugar-comum.

o É preciso substituir ou suprimir os adjectivos que não acrescentam nada ao conto.

o Deve ajudar-se o leitor a visualizar a história, visualizando-a primeiro.

o Verifique-se a pontuação. Uma vírgula pode mudar o sentido, ou pior, pode matá-lo.

o Alongar demasiado o texto com frases inúteis é correr o risco de adormecer o leitor.

o Tem de conferir-se se as expressões acompanham harmoniosamente as imagens.

o O cumprimento das frases, os pontos e os parágrafos deve ser revisto.

o Não é preciso corrigir de mais; quando se conseguiu que o texto tenha a unidade de efeito desejado, está na altura de parar.

o Depois da primeira correcção, deve deixar-se o texto descansar uns dias, para se poder reler com outros olhos; chama-se a isto “deixar o conto em banho-maria”.

“A correcção é uma atitude ética no que toca ao significado profundo da escrita. Na literatura como na vida geral, fazer menos do que se pode parece-me sinal de má conduta”
Abelardo Castillo

0 comentários:

Enviar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes